Pages

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Oscar não é atestado de qualidade



      Com o Oscar por perto, é necessário para os cinéfilos verem os filmes indicados, como oportunidade de torcer para algum em especial ou apenas para ter um embasamento melhor sobre o ano e seu saldo. Ou talvez porque goste de películas boas. Mas aí que os espectadores normais se perdem. Desde sua estreia, o Oscar não um atestado de qualidade. Vide O Discurso do Rei em 2011. Bom filme? Sim. Merecedor de uma vaga entre os 10 principais do Oscar? Não. Mesmo. E como é de costume, vários filmes de 2012 que estão sendo valorizados são fracos.

      Ainda não vi O Artista, Hugo e Tão Forte e Tão Perto, por isso eles não se encaixam nessa categoria por enquanto. Estou dizendo é de Cavalo de Guerra, o vencedor do SAG de melhor elenco Vidas Cruzadas, e o ganhador do Globo de Ouro de melhor drama Os Descendentes. Têm seus pontos bons? Sem dúvidas. Porém, são obras irregulares.

      Cavalo de Guerra é longo, melodramático, mal conduzido, possui uma trilha sonora exagerada, um final pretensioso, personagens rasos e uma das piores cenas do ano (aquela em que o "protagonista" esta preso no arame enfarpado e dois adversários fazem piadinha enquanto o soltam). Contudo, o cavalo é realmente lindo e sua cena correndo nas trincheiras fabulosa.

      Já Histórias Cruzadas também é longo, maniqueísta, novelesco, tem um roteiro medíocre, é recheado de atuações caricatas (Octava Spencer principalmente, que sei lá como é a favorita ao Oscar de atriz coadjuvante) e é pessimamente dirigido. Entretanto, Viola Davis está soberba como uma sensível empregada doméstica, e a reconstituição de época é bem feita. Na verdade, o mais preocupante, é que o longa seja incrivelmente racista, enquanto tenta passa uma imagem contrária. Oras, o título é The Help, ou seja, as negras não conseguiram se libertar sozinhas, precisaram da ajuda das pessoas brancas. O que, diga-se de passagem, é um grande equívoco histórico.

      Por fim, Os Descendentes, do ótimo diretor Alexander Payne, que deixa a peteca cair feio neste seu filme, com um roteiro inverossímel, situações ridículas (que como bem o crítico Pablo Villaça apontou, poderiam ser tiradas de uma sitcom) e cheio de personagens descartáveis. George Clooney está excelente, assim como Shailene Woodley, Matthew Lillard e Judy Greer (estes em participações pequenas). O melhor dos três, ainda é um longa abaixo da média, mesmo que emocione em diversos momentos.

      Dito tudo isso, A Árvore da Vida foi o melhor filme de 2011 e é o melhor da categoria no Oscar, seguido de Meia-noite em Paris (pelo menos dos que assisti). São duas obras muito mais complexas que estas acima. E, se o mundo fosse justo, venceriam. Ou O Espião que Sabia Demais e Millenium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres seriam indicados. Resta torcer para que O Artista seja bom. E eu creio que seja. Eu espero que seja. Eu necessito que seja.

Cavalo de Guerra (War Horse, 2011) - ** / Histórias Cruzadas (The Help, 2011) - ** / Os Descendentes (The Descendants, 2011) - ***

4 comentários:

  1. Alan Raspante disse...

    Eu não vi nenhum dos três, portanto, nem posso falar nada... Mas isso é verdade: Oscar não é sinônimo de qualidade... Não mesmo!

  2. Hugo disse...

    Assisto todo tipo de filme, mas não me empolgo entrega de prêmios.

    Cinema não é uma disputa, é cultura, além disso sempre haverá divergência de opiniões em relação a vencedores de Oscar, Globo de Ouro, etc.

    Abraço

  3. Eli disse...

    O Oscar é um prêmio tão previsível, tão comprado, tão vulnerável assim como a própria cultura americana com seu medo de julgar e votar no que ACHAM que é mais conveniente votar... por esses e outros motivos ignoro totalmente o Oscar.
    Concordo com você... não deixa de ser um prêmio, mas prêmio que precisa ser avaliado com critério e filtro, sempre.
    à sua lista eu adicionaria Melancolia também. Achei um excelente filme. Profundo, cheio de simbolos e uma evoluçao de personagem surpreendente.
    Me apresentando, trabalho com seu pai e ele que me apresentou (de forma bte coruja) seu blog.
    Já fui enlouquecida por cinema e hoje digo que sou uma pessoa que gosta mas que nao consegue tempo para ir em todas as peças e filmes que tenho vontade de ver.
    Tenho alguns livros como (a historia vai ao cinema, Cinema brasileiro, entre outros. Se quiser emprestado, eu mando pelo seu pai). Mas sou brava com quem não me devolve viu. rs
    Faço parte de um forum onde semeamos filmes antigos também. Se tiver interesse, me avise.
    bj, Eli

  4. disse...

    Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^